Uma moradia unifamiliar fora de comum | homify

Uma moradia unifamiliar fora de comum

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Miguel Zarcos Palma Maisons modernes
Loading admin actions …

Neste livro de ideias, vamos a Portugal visitar uma moradia unifamiliar situada na cidade de Marco de Canaveses. Fruto do trabalho do arquitecto Miguel Zarcos Palma, esta residência consiste num conjunto de volumes geométricos que, ligados uns aos outros, formam um conjunto heterogéneo no qual o preto, o branco e o castanho se harmonizam. As aberturas horizontais transportam-nos à Era de Ouro da Arquitectura Moderna e recordam-nos arquitectos como Le Corbusier ou Mies van der Rohe.

Vamos conhecer o interior.

Uma fachada com pureza geométrica

A Casa da Boavista situa-se no loteamento do Barreto e a sua imagem arquitectónica espelha os objectivos do proprietário que almejava uma residência contemporânea, simples e funcional que privilegiasse uma relação com o espaço exterior.

Na fotografia, perspectivamos a fachada frontal a partir da rua e percebemos que o estilo da casa se concilia com o da casa vizinha, havendo, por isso, um cuidado paisagístico importante. Podemos, assim, afirmar que o arquitecto quis manter a coerência com as restantes casas do quarteirão. A rua inclinada influencia a construção da casa e dos austeros e modernos muros negros que a resguardam. Os muros seguem a inclinação do edifício e contrastam com a pintura branca do mesmo. É o branco que ilumina o conjunto e o torna mais leve. O volume que vemos na imagem parece flutuar acima do muro. Sob este volume branco, há um outro volume – não perceptível a partir deste ponto de vista – também ele revestido a preto que permite criar uma coerência em relação aos tons e dividir os andares por cores.

Horizontalidade

Uma das principais características desta casa é a sua horizontalidade que surge não só na sua volumetria, como também nos restantes elementos arquitectónicos tais como nas janelas e nas varandas. Na imagem prévia, dávamos conta da ruptura horizontal que talhava o volume branco que serve quase como envelope para a estrutura em madeira que abriga.

A madeira sobressai

Paralela à rua com melhor exposição solar, a moradia dispõe de um terraço aberto sobre o jardim. Trata-se de um espaço que se debruça sobre o jardim e no qual a madeira é usada expressivamente. Aqui, mantêm-se as linhas horizontais que alongam a casa. As ripas de madeira colocadas a meio da varanda, dividem-na em duas zonas distintas que, não obstante, mantêm contacto visual, salvaguardando sempre a privacidade. O guarda-corpos em vidro concilia-se em pleno com o uso da madeira.

A fachada traseira

A fachada principal foi composta em grande parte por madeira com tons quentes. Em contrapartida, encontramos mais sobriedade nas traseiras onde sobressaem as portadas pretas a cobrir toda a extensão da casa. No piso superior, a varanda conta com um prolongamento do tecto que oferece protecção nos dias chuvosos. O vidro vem equilibrar o conjunto, trazendo-lhe a leveza necessária.

Iluminação

Terminamos esta visita com esta bonita fotografia que nos deixa a saber quão importante é a luz artificial para fazer realçar o que de melhor tem um edifício. Os pontos de luz situados no sopé das paredes favorecem o carácter magistral da residência e deixam a descoberto a riqueza de cores e texturas que a revestem.

Une villa moderne avec piscine
Arrow navigation 3b3136b1
Maison de Village Lautrefabrique Maisons modernes

Besoin d’aide pour votre projet de maison ?
Contactez-nous !

Trouvez l’inspiration pour votre maison !