Remodelação cosmopolita no coração de Lisboa

Solliciter un devis

Le numéro est incorrect. Merci de vérifier le code du pays, préfixe et numéro de téléphone.
En cliquant sur 'Envoyer', je confirme que j'ai lu le Politique de confidentialité et j'accepte que mes informations précédentes soient traitées pour répondre à ma demande.
Note : Vous pouvez révoquer votre consentement en envoyant un e-mail à privacy@homify.com

Remodelação cosmopolita no coração de Lisboa

anadomenti anadomenti
Salon minimaliste par Ana Maria Timóteo _ arquitecta Minimaliste
Loading admin actions …

Com o objectivo de satisfazer as necessidades e gostos de um jovem casal, a arquitecta Ana Maria Timóteo reabilitou o fantástico T1 que lhe iremos apresentar de seguida. 

Seguindo uma linha contemporânea e cosmopolita, este apartamento com um design super futurista fará sem dúvida parte da sua lista de ideia. Ansioso para o descobrir?!

O uso do branco

Como já foi várias vezes mencionado em artigos anteriores, o branco é o elemento chave para tornar o seu espaço preferido num lugar  mágico. Mais do que a cor perfeita para a decoração de sua casa, o branco abre o espaço conseguindo transformar um sítio pequeno num sítio amplo. 

Como pode observar, esta estratégia foi o exercício de partida para definir a cozinha. Já que se trata de um espaço consideravelmente estreito, optou-se pela utilização de mobiliário fixo em todo o comprimento e altura, sem criar qualquer quebra visual. Assim, encontramo-nos perante um espaço contínuo, e já que carece de luz natural, utiliza o branco para o iluminar. 

Um open space de sonho

E para começar o nosso tour por este apartamento, nada melhor que começar por apresentar-lhe os espaços públicos. De forma a tornar este espaço amplo, cheio de luz e repleto de vida, decidiu-se criar um open space que junta as áreas comuns da casa: a sala de estar e cozinha. 

Com uma distribuição longitudinal, este espaço é separado (ainda que não fisicamente) através do uso da cor. A sala de estar caracteriza-se pela abundância de cor: a parede de tom cinza, o sofá de veludo em azul vivo e as riscas no tapete. 

Já que se trata de um espaço relativamente pequeno em termos de área, optou-se pelo uso de poucos elementos decorativos para não sobrecarregar o espaço. Ainda assim, este apresenta-se como um espaço rico em formas, textura e cor.

Um espaço onde não falta arrumação

Com os mesmos problemas de falta de espaço encontrados na sala de estar e cozinha, também o quarto surge como um espaço extremamente pequeno em termos de área. Para resolver este problema, a arquitecta optou pelo uso de armários embutidos para arrumar toda a roupa, sapatos e outros elementos que não são considerados objectos de decoração. 

Assim, esta suite surge também ela em tons brancos, com uma linguagem arquitectónica extremamente contemporânea e peças com um design super minimalista para não sobrecarregar o espaço de informação, transformando-o assim num lugar consideravelmente mais amplo.

A arte nas paredes da casa

E já que se trata de um espaço pequeno onde é praticamente impossível colocar objectos de decoração, optou-se por dar um toque de singularidade a este espaço através das paredes. De forma a dar alguma vida a todo o branco envolvente, uma das paredes laterais apresenta-se como um quadro enorme, onde Lisboa surge como pano de fundo. Ainda que carregada de memórias e imagens, o facto de esta parede estar definida pelos tons brancos e pretos, cria uma linha monocromática que não sobrecarrega o espaço. 

Para além desta estratégia, a parede que separa o quarto da casa de banho é forrada em espelho que, para além de funcional, surge como outro elemento ampliador do espaço. Este espelho, ao ser estrategicamente colocado até ao seu encontro com o tecto, cria uma ilusão de óptica fazendo parecer que este espaço tem o dobro da área que realmente tem.

A ilusão de óptica

E seguindo a estratégia utilizada no quarto, é também na casa de banho usado um espelho para a duplicação do espaço. Se na realidade temos um aparador com lavatório embutido, visualmente temos a ideia de estarmos perante dois aparadores, ou um aparador duplo. Mais uma vez, o branco foi o elemento chave para definir esta divisão da casa. 

Apesar de surgir em diferentes superfícies sob diferentes acabamentos e materiais, é o principal elemento na definição desta magnífica casa de banho.

Maison de Village Maisons modernes par Lautrefabrique Moderne

Besoin d’aide pour votre projet de maison ?
Contactez-nous !

Trouvez l’inspiration pour votre maison !