4 dicas para cuidar do seu piso de madeira envernizado

Solliciter un devis

Le numéro est incorrect. Merci de vérifier le code du pays, préfixe et numéro de téléphone.
En cliquant sur 'Envoyer', je confirme que j'ai lu le Politique de confidentialité et j'accepte que mes informations précédentes soient traitées pour répondre à ma demande.
Note : Vous pouvez révoquer votre consentement en envoyant un e-mail à privacy@homify.com

4 dicas para cuidar do seu piso de madeira envernizado

Flavia Coe Flavia Coe
Couloir, entrée, escaliers modernes par homify Moderne
Loading admin actions …

O uso de do verniz nos pisos de madeira é uma prática comum nas casas brasileiras. O objetivo do uso deste tipo de acabamento é melhorar a estética da madeira e também protegê-la do desgaste do dia-a-dia. Apesar de todas estas vantagens, a limpeza e a manutenção da madeira envernizada são pré-requisitos básicos para que o piso esteja sempre bonito.

Por mais resistente que possa ser, o acabamento em verniz na madeira não é indestrutível e vai se deteriorando com o passar dos anos devido a todas as agressões diárias a que o piso está sujeito, entre eles a presença de areia na superfície, deixado pelos sapatos, o peso dos móveis, entre outros. Para conseguir manter a beleza e a durabilidade do piso em madeira envernizada é imprescindível mantê-lo limpo e sempre bem cuidado. Neste livro de ideias você encontra diversas dicas nesse sentido. Tome nota e faça com que o piso da sua casa esteja sempre brilhando!

Veja também 15 ideias de pisos para inspirar você a renovar o seu.

1. Limpeza e manutenção

A limpeza do piso envernizado é um processo simples e que tem resultados imediatos. As limpezas regulares ajudam a remover o pó, a poeira e a gordura, além de evitarem um maior desgaste do material a longo prazo. Assim sendo, tente não deixar poeira e sujeira acumuladas por muito tempo, para que não se tornem manchas permanentes. Outra dica importante é ter atenção aos produtos que são utilizados no piso, pois dependendo dos componentes eles podem prejudicar o brilho do verniz que foi aplicado como acabamento.

Couloir, entrée, escaliers modernes par homify Moderne

Assim que perceber que o seu piso apresenta marcas de uso ou de desgaste, aplique um produto específico para verniz. Estes produtos restauram o brilho da madeira e ajudam a proteger o piso de futuros problemas, com especial eficácia em áreas sujeitas a agressões (áreas de maior circulação, por exemplo). Apesar deste tipo de produto poder ser aplicado sempre que necessário, é importante manter o piso sempre limpo para tentar usar estes produtos o mínimo possível.

2. Principais problemas e como resolvê-los

A resolução do problema vai sempre depender da localização do mesmo e do objetivo que você quer alcançar no final. Para atingir um resultado positivo é indispensável que se usem os produtos adequados e que sejam cumpridas algumas regras básicas.

Para começar, é fundamental esvaziar por completo o espaço de todos os móveis e elementos decorativos. Em seguida, a limpeza do piso, com um produto de limpeza próprio e um pano/esfregão suave pode começar. 

Depois de uma primeira limpeza, basta preparar o piso, usando papel de lixa para esfregar o perímetro do espaço que se pretende recuperar, sempre limpando toda a poeira que se acumular no local. Nestas hora é possível corrigir possíveis riscos e manchas mais profundas com a aplicação de um corretor nas zonas danificadas, sempre na direção da madeira. Após a secagem do produto, será necessário aplicar o selador e remover o excesso, especialmente em locais onde o acabamento antigo ainda é notado.

Maisons modernes par homify Moderne

Dentro dos problemas mais comuns que afetam os pisos de madeira envernizada, três merecem destaque: marcas de desgaste, riscos e danos profundos.

Marcas de desgaste: as zonas de maior circulação da casa são os locais onde a madeira sofre mais agressões. Por isso, elas são propícias a ser afetadas com marcas de uso próprias do tempo, deixando a madeira com um aspecto pouco agradável. Nestes casos, será necessário corrigir a área afetada polindo a madeira com uma lixa fina até ela ficar completamente limpa, preenchendo-a de seguida com múltiplas camadas de um corretor de cor ajustada (com secagem entre as aplicações) até todo o piso ficar totalmente homogêneo. 

Riscos: os sapatos, as patas dos animais de estimação, a queda de objetos e o arrastar de móveis podem deixar riscos nos pisos de madeira. Esses riscos podem ser leves ou profundos, e a forma como se resolve o problema será diferente de acordo com a profundidade de cada dano. Se os riscos forem leves, tudo o é necessário para fazê-los desaparecer é a aplicação de um produto próprio para limpeza, além do polimento do piso, que pode disfarçar e, por vezes, apagar por completo as marcas existentes. Se os riscos forem mais profundos a reparação da superfície vai pedir um trabalho mais intenso e dedicado e, nesses casos, os mesmos passos citados no caso das manchas de desgaste podem ser aplicados aqui: limpeza do chão, polimento com lixa até ao desaparecimento do risco e, por fim, o preenchimento com múltiplas camadas de corretor. 

Danos profundos: se o dano provocado no piso for verdadeiramente profundo será necessário um processo de recuperação bem mais complexo. Nestes casos, seria pouco viável fazer a reparação com lixa e será necessário utilizar massa para tapar as “fendas” antes de lixar, dar cor e acabamento ao piso danificado.

3. Consertar ou substituir: qual é a melhor solução?

Por vezes, ao ver o piso em mau estado, a nossa primeira reação pode ser substituí-lo totalmente em vez de simplesmente consertá-lo. Mas será essa a melhor solução para o problema?

Na verdade, a menos que os estragos sejam profundos, o conserto pode ser a melhor solução. Antes de tomar a sua decisão pense em fatores como: 

Custo: faça as contas a tudo o que vai gastar, para entender se sairá mais barato consertar o piso ou substituí-lo totalmente por um novo. 

Idade do material: um piso em madeira geralmente tem uma grande durabilidade. Antes de tomar a sua decisão, leve em conta há quanto tempo o piso foi instalado, para entender se realmente vale a pena substituí-lo ou não. 

Qualidade do material: analise o tipo de madeira que foi utilizado no seu piso e entenda o reflexo que isso pode ter no futuro. Se a madeira for boa, valerá a pena consertar, pois este material tem garantia de longevidade. Por outro lado, se a madeira não for de boa qualidade ela pode apresentar mais problemas no futuro e, por isso mesmo, vale mais a pena substituir logo e apostar em um material que tenha a garantia de qualidade.

​4. Riscos inerentes ao DIY no conserto do piso envernizado

Todo o tipo de projeto de recuperação e reparação DIY (faça você mesmo) pode acarretar riscos. A reparação de pisos envernizados não é exceção. Antes de avançar para este tipo de projeto leve em conta todos os prós e contras, para entender se é possível resolver o problema sem a ajuda de um profissional especializado.

Se o trabalho não for feito de forma adequada o piso pode ficar ainda mais danificado, por vezes de forma irreversível, o que vai acarretar custos mais elevados e a necessidade de maiores trabalhos de recuperação. Em caos extremos, até a possível substituição total do piso. Um trabalho feito de forma pouco competente pode deixar o piso com uma textura inconsistente e fendas mal preenchidas, o que resultará num piso nada atraente esteticamente. 

A natureza e as características do material exigem um trabalho de reparação feito sem erros e que não cause danos, e que deve ser feito por profissionais competentes. Pense também na parte financeira, uma vez que o custo de comprar ou alugar material para a tarefa e o risco de o resultado final ser negativo pode, com facilidade, ficar mais caro do que a procura e a contratação de um bom especialista.

Maison de Village Maisons modernes par Lautrefabrique Moderne

Besoin d’aide pour votre projet de maison ?
Contactez-nous !

Trouvez l’inspiration pour votre maison !