6 passos simples para pintar o seu chão de madeira natural!

Solliciter un devis

Le numéro est incorrect. Merci de vérifier le code du pays, préfixe et numéro de téléphone.
En cliquant sur 'Envoyer', je confirme que j'ai lu le Politique de confidentialité et j'accepte que mes informations précédentes soient traitées pour répondre à ma demande.
Note : Vous pouvez révoquer votre consentement en envoyant un e-mail à privacy@homify.com

6 passos simples para pintar o seu chão de madeira natural!

Elisabete Figueiredo – HOMIFY Elisabete Figueiredo – HOMIFY
Etagères bois de palette:  de style  par jamak.deco.recup, Industriel
Loading admin actions …

Tem um chão de madeira natural antigo, riscado, gasto? Com rachas e remendos? Até gostaria de mandar afagá-lo, mas o dinheiro foi para outro projeto e o chão ficou em segundo plano… Então hoje temos uma ideia para si: – pinte-o! Sim, leu bem, pinte-o você mesmo, dando uma vida nova a um soalho antigo e desgastado e poupando muito dinheiro no processo!

A ideia poderá não ser a mais ortodoxa, e se calhar muitos amantes da madeira natural vão achar-nos blasfemos, mas na realidade pintar o chão poderá ser uma excelente forma de revitalizar um chão velho, cheio de riscos e mossas. Umas boas demãos de tinta vão fazer milagres a preencher as feias rachaduras e o desgaste de anos, ao mesmo tempo que lhe dão um aspeto atual e cuidado. Já para não falar de que evitam as despesas de mandar afagar o chão e até algum desapontamento, inevitável, que muitas vezes se sente quando nos apercebemos que apesar de todo o trabalho e dinheiro gasto com os retoques, continuamos a ter um chão de aspeto envelhecido.

E depois, se considerar um projeto desta natureza, vai aperceber-se das possibilidades de decoração que esta simples solução oferece. Poderá mudar a cor se lhe apetecer. Ou criar ambientes diferentes em vários compartimentos da casa. Já pensou em pintar o quarto da filhota de cor-de-rosa? Mas também pode usar a fita-cola de pintor ou um stencil para criar motivos geométricos, como xadrez ou riscas, criar áreas diferenciadas, falsos tapetes… Não há limites para a criatividade!

Já repensou as suas convicções? Com alguns cuidados no projeto e seguindo os nossos seis passos simples vai ter sucesso a pintar o seu chão de madeira natural. E vai poder gabar-se quando os seus amigos lhe pedirem o nome da empresa que fez o serviço!

1 – A cor

Salon de style  par Oakman, Moderne
Oakman

Rear Extension

Oakman

Escolher a cor certa para o espaço. Este é o primeiro passo! É por aqui que começamos quando pensamos em pintar qualquer coisa e o chão não é exceção. A sala que lhe apresentamos, de estilo moderno, é dos arquitetos da Oakman, de Londres e introduz uma grande tendência dos nossos dias: – o chão de madeira, antigo, pintado de branco.

Apenas há algumas décadas atrás, as pessoas teriam pensado que só um louco poderia pintar o seu chão de madeira, intemporal, com pintura branca brilhante, mas nos dias de hoje é um sinal da moda, talento e brio. Este exemplo é uma amostra maravilhosa de como as tábuas do piso podem contribuir para a estética, e criar um espaço límpido e cristalino.

Tenha no entanto em atenção o tipo de tinta que escolhe. Aconselhamos que utilize tinta à base de óleo padrão ou esmalte à base de óleo. Estes não serão os produtos mais verdes no mercado, mas manter-se melhor do que qualquer outra pintura. Outros tipos de tintas podem emitir menos vapores, mas podem não ser tão duráveis.

Mas o projeto é seu, e por isso a escolha é sua também! Inove nas cores e adicione cor. Torne o espaço mais divertido. Afinal tem uma tela em branco para pintar.

2 – As ferramentas

Etagère bois de palette spéciale atelier:  de style  par jamak.deco.recup, Industriel
jamak.deco.recup

Etagère bois de palette spéciale atelier

jamak.deco.recup

A esta altura estará a perguntar-se: – mas afinal, se vou pintar o meu chão, vou precisar de quê, para além da tinta? Nós temos a resposta! Vai precisar de mais algumas coisas…

Em primeiro lugar trinchas, claro. E pelo menos dois rolos de pintor e respetivo tabuleiro, para aplicar os produtos nas áreas grandes. Para além de tinta vai também precisar de um bom primário para madeira e pasta para preenchimento de fendas.

Uma vez que terá de preparar a madeira e a superfície a decapar será grande, é boa ideia ter uma lixadeira. Não é fundamental, poderá lixar a superfície com lixa de areia manualmente… Mas garantimos que vai demorar muito, muito mais tempo! E como vai produzir grandes quantidades de pó, também não será má ideia dispor de um bom aspirador…

E por fim, não sendo ferramentas, aconselhamos que trabalhe com roupas velhas, ou roupas de cobertura.

3 – Trabalhando com as ferramentas

 de style {:asian=>"asiatique", :classic=>"classique", :colonial=>"colonial", :country=>"de stile Rural", :eclectic=>"éclectique", :industrial=>"industriel", :mediterranean=>"méditerranéen", :minimalist=>"minimaliste", :modern=>"moderne", :rustic=>"rustique", :scandinavian=>"scandinave", :tropical=>"tropical"} par woodstylelondon,
woodstylelondon

restoration

woodstylelondon

Antes de começar o trabalho deverá aspirar cuidadosamente o chão e lavá-lo muito bem com um bom detergente para uma primeira remoção de cera e resíduos. E não se esqueça de deixar que a madeira seque bem, pois de contrário a tinta não vai aderir e todo o seu trabalho será em vão.

O uso destas ferramentas é relativamente simples e não requer grande prática, mas se optar por usar uma lixadora lembre-se de verificar a presença de lascas protuberantes ou cabeças de pregos salientes que possam danificar a máquina. Se existirem, remova as lascas e martele os pregos antes de começar a lixar.

A textura da superfície ditará se vai usar um pincel ou o rolo para aplicar a tinta. Com o rolo é mais rápido, mas o pincel ou trinchas são melhores para pisos de madeira irregulares.

4 – Preparando a madeira

Chambre de style  par homify, Classique

Antes de começar a pintura propriamente dita, e após uma limpeza profunda, é necessário preparar a madeira para receber a tinta. Para isso deverá proceder a uma boa recuperação do piso. Comece por passar a lixa uma ou duas vezes, até que todos os resíduos tenham sido removidos, tendo em atenção para que o pó resultante seja devidamente aspirado. Se não o for a tinta pode empapar e formar grumos que deixam um acabamento bastante deselegante.

Seguidamente sele todos os nós da madeira com primário, usando um pincel e preencha as fendas usando pasta própria para isso.

5 – Aplicando primário

Depois passe para o primário. O objetivo da aplicação do primário é uniformizar a superfície, preenchendo as fissuras menos profundas, para que a aplicação seja mais simples e o resultado seja mais uniforme e bonito. Certifique-se de que toda a superfície de madeira fica coberta com o primário, para evitar áreas descobertas que depois ficam com coloração diferente. Deixe secar bem pelo menos um dia, antes de aplicar a tinta.

6 – Pintando e dando os acabamentos

Salon de style  par Chaunceys Timber Flooring, Moderne
Chaunceys Timber Flooring

Project: Berkshire Townhouse

Chaunceys Timber Flooring

E por fim, pinte! Dê duas demãos de tinta, certificando-se de que deixa cada camada secar perfeitamente antes de continuar.

Agora é tempo de desfrutar! Complete o seu chão novinho e brilhante com tapetes felpudos, monocromáticos ou coloridos. Fica lindo e ajuda a proteger a pintura que tanto trabalho lhe deu.Veja o exemplo acima: – a madeira foi pintada com tinta preta, num contraste clássico com as paredes brancas, e a decoração foi completa com móveis e um recuperador de calor de estilo vintage, para criar um ambiente clássico cheio de charme. Vai ser garantidamente alvo de cobiça por todos os que o visitem!

Maison de Village : Maisons de style  par Lautrefabrique , Moderne

Besoin d’aide pour votre projet de maison ?
Contactez-nous !

Trouvez l’inspiration pour votre maison !